sexta-feira, 4 de abril de 2008

Primeira febre

A primeira febre quer seja primeiro ou já segundo filho, é sempre de acelerar a respiração, deixar-nos a visão turva, um pouco desajeitados, e a desejar por um amanhã rapidamente.
Aflitos de ver o nosso bebé assim…e ter de deixar que doa, sem poder sofrer por ele.
A energia nunca desapareceu por completo, mas via-se que eram em esforço as tantas tentativas da sua ginástica habitual, e das brincadeiras com os objectos de eleição (que já em tão tenra idade se trata de um comando de televisão…huummm isto lembra-me alguém mas já crescido!!).

O Tiago está feliz de novo. E nós também.
Passou a primeira.

1 comentário:

Paula,Tomás e Salvador disse...

Olá!
Hiiiii...ainda me lembro da primeira febre do meu amor grande (Tomás 5 a.) foi quando tinha 6 meses, fruto de uma gastroentrite, foi aflitiva...entretanto veio o meu segundo amor (Salvador 3 a.) e quando com 1 mês teve febre que chegou aos 42º, ainda foi pior... tão pequenino e a sofrer tanto ( mais uma gastroentrite)
Nem me quero lembrar!
Por agora, o importante é que já passou. beijinhos.